segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

V - A BATALHA FINAL-1983-1984

Quando foi exibida pela Rede Globo nos anos 1980, a minissérie V – A Batalha Final fez muito sucesso. Na verdade eram duas minisséries, V (1983) e V - The Final Battle (1984), com um total de 10 horas de duração, que trouxeram ao público brasileiro, durante duas semanas, a excelente ficção científica criada por Kenneth Johnson (Missão Alien). Tinha no elenco Marc Singer, Fayer Grant, Jane Badler, Jenny Sullivan, Richard Herd, Michael Ironside, Robert Englund (ele mesmo, o Freddy Krueger dos filmes), Frank Ashmore e Blair Tefkin, entre outros.

A história começa quando gigantescos “discos voadores” são avistados em todo o planeta e seus tripulantes realizam o primeiro “contato imediato” visto pelas TVs de toda a Terra. Os chamados Visitantes (V!), com aparência humana, pedem ajuda aos terráqueos para produzirem substâncias que ajudarão a recuperar o meio-ambiente de seu planeta; em troca, dividirão o seu conhecimento tecnológico avançado.

Tudo parece em ordem quando é aberta a primeira fábrica para os alienígenas utilizarem, mas as coisas começam a ficar estranhas com a criação da Amigos dos Visitantes, organização que doutrina os jovens terrestres no “modo Visitante” de pensar.

O cameraman Mike Donovan (Singer) descobre a verdade sobre os Visitantes, que são alienígenas com aparência de lagartos, se alimentam de roedores (“ratinho, ratinho...”) e – lógico – planejam dominar o mundo (a história faz lembrar – propositalmente - os horrores do Nazismo, com direito a cientistas sendo enviados a campos de concentração). Donovan se une à Resistência, grupo que conta com as habilidades de Julie Parrish (Grant) e, mais tarde, Ham Tyler (Michael Ironside) para deter a ameaça, e utiliza o “V” como símbolo. V de Vitória.
http://4.bp.blogspot.com/_ajh3xomtCBQ/SwVaN7w5wBI/AAAAAAAAAUc/Hs4Db2G6zO0/s1600/v.jpg
Felizmente, há Visitantes que simpatizam com os humanos e os ajudam, como Willie (Englund) e Martin (Ashmore); a superioridade bélica (eles têm armas laser, oras!) dos inimigos só é superada com a ajuda deles e da descoberta do “pó vermelho”, substância mortal para os extraterrestres. Tramas paralelas de traição e até do nascimento de uma criança híbrida, filha de um Visitante e de uma humana, deram mais sabor à trama – no final das contas, essa menina, chamada Elizabeth, “salva o dia”.

V – A Batalha Final fez sucesso porque tinha ação, suspense e empolgava o público (apesar das cabeças dos lagartos serem enormes – como é que eles pareciam humanos só com uma “pele” por cima?), o que não aconteceu com a série de TV produzida em seguida, chamada V. O programa teve apenas 19 episódios, produzidos entre 1984 e 1985 e, além dos atores principais da(s) minissérie(s), tinha no elenco Jeff Yagher, Jennifer Cooke, June Chadwick, Michael Wright e Lane Smith.

O SBT reprisou V – A Batalha Final nos anos 1990 e em seguida passou a série, na qual histórias fracas e reutilização dos efeitos especiais da minissérie tiraram qualquer chance de se tornar um sucesso. http://www.infoseries.com.br/wp-content/uploads/v-batalha-final-anos-80.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário