quinta-feira, 17 de março de 2011

Circuncisão - Mutilação sexual masculina ?

Circuncisão - Mutilação sexual masculina ?


AS FOTOS E IMAGENS CONTIDAS NESTE TÓPICO, PODERÃO NÃO SER ACONSELHÁVEIS A MENORES DE 16 ANOS

A circuncisão é uma operação cirúrgica, que consiste na remoção do prepúcio, membrana cutânea que cobre a glande do pênis. Essa remoção, conhecida também por exérese do prepúcio, peritomia ou postectomia, é praticada há mais de 5 mil anos. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, cerca de 30% dos homens no mundo são circuncidados (qualquer coisa como 665 milhões de homens), sendo a sua grande maioria por motivos religiosos, visto 68% serem muçulmanos.


Depois do corte do cordão umbilical, a circuncisão talvez seja o mais antigo tipo de cirurgia. O termo circuncisão deriva da junção de 2 palavras latinas, circum e cisióne, e significa literalmente "cortar ao redor". Actualmente, a circuncisão masculina, é praticada em muitos países como ritual religioso mas também por motivos sociais. Um dos principais motivos para o início da circuncisão masculina era a distinção entre povos. Em muitas culturas, a circuncisão no início da puberdade é encarada como um ritual da passagem para a adolescência, e como tal, a entrada na vida adulta. Noutras culturas, serve como um sinal da iniciação num grupo social ou religioso.

IDEIAS GERAIS

Existem alguns estudos que indicam que a circuncisão diminui as infecções urinárias e diminui o risco de transmissão do vírus HIV, contudo esses estudos ainda não são conclusivos. Para além das razões médicas uma questão muitas vezes colocada é: “Será que um pénis circuncidado é mais higiénico do que um pénis não circuncidado?”. Esta questão só se coloca porque existe um mito que diz que o prepúcio do pénis é algo pouco higiénico, pois acumulam-se bactérias entre a glande e o prepúcio que a cobre.

Para que serve o prepúcio?
O utilidade do prepúcio já vem desde a pré-história, pois o prepúcio tem como função proteger a glande contra traumatismos diversos - os mesmos eram frequentes no homem primitivo que vivia nu. Nos tempos modernos, como usamos roupas que protegem a zona genital, a função do prepúcio não é tão essencial quanto antes.

Como é o acto cirúrgico e a recuperação?
A circuncisão é feita sob anestesia local, num procedimento de cirurgia de baixo risco, sem a necessidade prévia de sedativos ou antibióticos. O acto cirúrgico tem uma duração média de trinta minutos, após o qual poderá regressar ao seu dia-a-dia usual, usando apenas medicação anti-inflamatória.

As complicações pós-operatórias são raras, mas podem ocorrer hematomas, infecções, entre outras. Alguns pacientes queixam-se de alterações da sensibilidade e dores, sendo na grande maioria distúrbios psicossomáticos. Os inconvenientes decorrentes da cirurgia são em geral passageiros e o período pós-operatório é geralmente tranquilo podendo regressar à sua actividade sexual poucos dias depois.

Benefícios e riscos da circuncisão
Os benefícios e riscos são assuntos ainda pouco claros, por isso, usualmente, a circuncisão é uma questão de opção pessoal. Como benefícios existem o risco de menores infecções do tracto urinário e diminuição do risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis, bem como da prevenção da fimose (incapacidade de retrair a pele do pénis) ou mesmo a inflamação da glande. Em termos de benefícios sexuais para a parceira, existe o facto de reduzir as infecções vaginais e doenças como a candidíase.

As desvantagens de uma circuncisão são o desconforto sentido depois da cirurgia, podendo incluir dor, risco de infecção e a possível diminuição da sensibilidade da ponta do pénis.

Reverção
A restauração do prepúcio é possível. Se a sua posição mudar acerca da sua decisão de ter sido circuncidado, pode voltar a colocar cirurgicamente a pele que cobre o seu pénis. No entanto nem todas as funções serão possíveis de restaurar. O seu prepúcio contém terminações nervosas especiais e vasos sanguíneos que tornam um prepúcio num prepúcio. Uma reversão da circuncisão é usualmente feita por razoes estéticas, e não por razões médicas.

Decisão
A circuncisão é usualmente uma questão de opção e poucas vezes o é por motivos médicos. Muitos homens optam pela circuncisão, mas muitos outros optam por manter o seu pénis tal e qual como quando nasceram. As vantagens são quase as mesmas que as desvantagens, o ideal é sempre falar com a sua parceira e com o seu urologista sobre o assunto para que eles o ajudem a tomar uma decisão consciente.


MITOS


"O prepúcio é só um pedaço inútil de pele."
FALSO. O prepúcio é tecido erógeno especializado. Apenas por sua ausência, homens circuncidados sentem consideravelmente menos prazer sexual. É também uma estrutura protetora da glande contra fatores externos, e mantém sua humidade adequada. Não apenas no homem, mas em todos os mamíferos, a glande é um órgão interno, exposto apenas durante a excitação sexual. Sem ele, a superfície da glande pode ficar queratinizada (grossa, seca, rígida, e quase insensível).

Além disso, muitos homens nem percebem que na relação sexual, o pénis não deve mover-se dentro da vagina. O correcto, é que ele se mova dentro da própria pele, que permanece quase imóvel. A isto chama-se acção de deslizamento (impossível para um homem circuncidado) que reduz imensamente o atrito, e torna o acto sexual muito mais agradável para o homem e sua parceira.

"Os bebés não sentem dor."
FALSO. Bebés são extremamente sensíveis à dor, muito mais que os adultos, o que torna a circuncisão um procedimento traumático. Por outro lado, bebés também são propensos a choques anafiláticos (reacções alérgicas a anestésicos) potencialmente fatais.

"A circuncisão ajuda na higiene do bebé."
FALSO. Ao contrário, só atrapalha. A circunsição facilita o contacto de uma parte delicada do corpo com impurezas externas, especialmente as fezes do próprio bebé na fralda. Não existe necessidade de manipular a glande directamente.

É suficiente lavar o exterior do pénis com água morna e sabão. De maneira alguma se deve tentar retrair a glande de um bebé, pois isso pode magoá-lo. Mais tarde, não haverá muita diferença entre ensinar uma criança a lavar os dentes, as orelhas, ou as partes íntimas. Não ser capaz de educar uma criança adequadamente, será melhor não ter filhos. Fale com seu médico sobre métodos anticoncepcionais.

"A circuncisão é uma operação segura."
FALSO. Os médicos especialistas já pesaram riscos e benefícios. Para cada 100.000 circuncisões, talvez evitem-se 900 infecções urinárias (facilmente tratáveis com antibióticos) e um caso de cancro do pénis (geralmente associado à presença do vírus HPV, então o uso do perservativo teria o mesmo efeito).

Por outro lado, faz-se com que todos esses 100.000 meninos passem por momentos de dor extrema e, mais tarde, tenham a sua capacidade de sentir prazer sexual severamente reduzida. Os efeitos psicológicos também são sérios. Em muitos casos, são os mesmos notados em vítimas de estupro. Sentimentos devastadores de raiva, rancor, desconfiança, vergonha, baixa auto-estima, impotência, desespero, e mesmo tendências suicidas, são bastante comuns. Recomendo a leitura de Psicanálise da Circuncisão, de Moisés Tractemberg.

Portanto, os benefícios alegados (e nunca confirmados) são insignificantes, os riscos são consideráveis, e os efeitos colaterais são desastrosos. Para qualquer pessoa com um mínimo de bom senso, a circuncisão é indefensável.

"É nossa tradição cultural/religiosa."
IRRELEVANTE. Nenhuma crença ou costume pode justificar um crime. Inegavelmente a circuncisão é um crime, pois trata-se de flagrante violação do direito mais básico do ser humano: a integridade do próprio corpo.

Ninguém tem o direito de cortar a mão de uma criança. Então, porque terá o direito de cortar parte de sua genitália? Ninguém tem o direito moral para tal. Muitas famílias judaicas já perceberam a imoralidade de manter este costume insensato que causa tanto sofrimento. Em substituição ao bris milah, adoptaram novos rituais que não envolvem qualquer ferimento à criança, como o bris shalom. Na grande maioria dos países europeus, a maioria dos judeus não é circuncidada.

E, por falar em religião, é interessante notar que os cristãos, ao contrário do que se possa pensar, são estritamente contrários à circuncisão, e opostos a qualquer espécie de mutilação.

"A circuncisão é irreversível."
FALSO. A boa notícia para quem é circuncidado, é que é possível recuperar aquilo que perdeu


ATENÇÃO - OS VÍDEOS PODEM CONTER IMAGENS CHOCANTES PARA OS MAIS SENSÍVEIS

- Vídeo 2: http://www.youtube.com/watch_popup?v=U5PCkYYzATc&vq=medium#t=67
- Vídeo 3: http://www.youtube.com/watch_popup?v=fx26qTm9tic&vq=medium#t=127
- Vídeo 4: http://www.youtube.com/watch_popup?v=0OinqegYhSQ&vq=small#t=23

23 comentários:

  1. Muito boa a postagem cara, cheia de esclarecimentos. É isso aí, abaixo à circuncisão!!!

    ResponderExcluir
  2. OLÁ, AVIZ... BOA A MATÉRIA. A RESPEITO DE A CIRCUNCISÃO SER REVERSÍVEL, COO SERIA ISSO? POR FAVOR, ME EXPLIQUE!!
    MEN.MASS@HOTMAIL.COM GRATO, AGUARDO.

    ResponderExcluir
  3. A circuncisão é um ato de barbárie, dos tempos das cavernas. Deve ser erradicada já. Quanto aos que perguntaram sobre reversão da circuncisão, é simplesmente o estiramento da pele que sobrou, até que cubra novamente a glande, é feita com exercícios manuais ou com auxílio de diversos dispositivos, a maioria pode ser feito em casa mesmo. mas é umprocesso demorado, leva no mínimo uns 2 a 3 anos.

    ResponderExcluir
  4. Quanta ignorância!
    A circuncisão é feita em quem tem fimose e NÃO TEM NADA A VER COM TORTURA!
    Tem sim seus benefícios, ajuda na higiêne, além de ser mais agradável um pênis circuncidado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você fala em benefíco pois nunca passou por isso. Teu comentario é que é o de ignorante no assunto.

      Excluir
  5. OLÁ AVIZ, SOU CIRCUNCISADO E MUITO ARREPENDIDO, COMO É FEITA A RESTAURAÇÃO DO PREPÚCIO, QUERO TER A MINHA PÊLE DE VOLTA, AGUARDO UMA RESPOSTA SUA O MAIS BREVE POSSÍVEL, ABRAÇO. JEFERSON.

    P.S.: E-MAIL: JEFERSONMORI@BOL.COM.BR

    ResponderExcluir
  6. Fiz a circuncisão com 36 anos e perdi 80% do prazer sexual. O que posso fazer? Existe transplante de prepúcio? Obrigado. Eric

    ResponderExcluir
  7. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...TU TÁ DE SACANAGEM?

    ResponderExcluir
  8. Eu fiz com uns 4 anos, foi tão traumático que eu mal me lembro de 1 ano inteiro da minha vida, hoje em dia nos meus quase 19 anos, eu não possuo vida sexual, mal tenho desejo ou apetite, quando olho pro meu pênis me sinto castrado, é feio, é doloroso lembrar da forma brutal em que foi imposto a mim.
    Não tive direito de escolha, simplismente foi, vamos cortar um pedaço do seu pinto, assim assim assado, e cortaram.
    Tenho muita vergonha de ser visto nú. Não tenho confiança nem pra iniciar uma vida sexual com outra pessoa. Não consigo nem ficar excitado.
    Queria muito reverter essa situação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiz com 4 dias de nascido e não tive esse trauma quando estive em banheiros coletivos por exemplo. E garanto que há muitas mulheres que gostam de experimentar algo "diferente"

      Excluir
    2. Eu fiz com 4 dias de nascido e não tive esse trauma quando estive em banheiros coletivos por exemplo. E garanto que há muitas mulheres que gostam de experimentar algo "diferente"

      Excluir
  9. Mutilação, tanto masculina quanto feminina é um CRIME HEDIONDO E HORRENDO, PIOR QUE QUALQUER OUTRO CRIME. Mulheres que cortam o pênis dos homens, deviam ter suas vaginas cortadas também, apra que aprendam a NUNCA MAIS FAZEREM ISSO COM HOMEM NENHUM, e MERECEM SER PRESAS, E FICAR NA CADEIA, POR TODA A VIDA QUE DURAR. Esse é o castigo que desejo para ELAS como TODAS. CIRCUNCISÃO É CRIME!

    ResponderExcluir
  10. Acho estupido esse ato . por mais que seja religioso , acho-o algo completamente ridiculo, estar a magoar as criancas dessa maneira !!!

    ResponderExcluir
  11. Excelente artigo Marcelo, aqui no Brasil, se fala muito pouco sobre isso, em toda a rede achei só dois sites q dão a real sobre essa barbárie: um que fala sobre mutilação genital e outro que fala sobre postectomia

    ResponderExcluir
  12. Excelente artigo Marcelo, aqui no Brasil, se fala muito pouco sobre isso, em toda a rede achei só dois sites q dão a real sobre essa barbárie: um que fala sobre mutilação genital e outro que fala sobre postectomia

    ResponderExcluir
  13. Fui circuncidado quando criança. Minha experiencia é diferente da maioria aqui. Já recebi muito elogios de mulheres que diziam achar o pénis mais bonito assim. Claro que vc perde sensibilidade. Claro que se usar camisinha demora muito mais pra gozar. Claro que fica marcado na calça. Mas gosto da minha aparência e não me sentiria bem com aquela pelanca cobrindo a cabeça. Ok é uma opinião pessoal. Mas as outras aqui também são pessoais.

    ResponderExcluir
  14. Fui circuncidado quando criança. Minha experiencia é diferente da maioria aqui. Já recebi muito elogios de mulheres que diziam achar o pénis mais bonito assim. Claro que vc perde sensibilidade. Claro que se usar camisinha demora muito mais pra gozar. Claro que fica marcado na calça. Mas gosto da minha aparência e não me sentiria bem com aquela pelanca cobrindo a cabeça. Ok é uma opinião pessoal. Mas as outras aqui também são pessoais.

    ResponderExcluir
  15. Sou circuncidado e completamente arrependido. Realmente esse ato é uma mutilação genital. Só sabe realmente quem já passou por isso. Essa cirurgia deveria ser proibida.

    ResponderExcluir
  16. Também fui mutilado. Aos meus 9 anos de idade. Eu não sei quem foi o filho da puta que idealizou isso. Provavelmente algum perverso. Dizem que foram Judeus. Eu quero saber aonde faz o procedimento de restauração. Os urologistas que me consultei, disseram que é irreversível.

    ResponderExcluir
  17. Eu fiz depois de casado, e faria novamente, foi ótimo.
    Meu pau tinha bastante pele cobria a cabeça mesmo duro e ainda sobrava pele.
    A percepção da vagina quando penetro minha mulher é incrível.
    Pra mim melhorou mil vezes, principalmente quando ela faz sexo oral, não tem mais aquela sensibilidade muito forte, sei lá é muito bom. só de pensar fico excitado. Ah, o principal, minha mulher amou meu pau assim.

    ResponderExcluir
  18. Estou restaurando meu penis depois de 20 anos circuncisado estou com quase toda a glande coberta e muito satisfeito com os resultados a aparencia sensibilidade cicatriz diminuiu prucure por foreskin restore norm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foreskin restore norm vende aqui no Brasil??? Quanto tempo demorou pra aparecerem os resultados??

      Excluir
    2. Esse foreskin restore norm vende aqui no Brasil??? Quanto tempo demorou pra aparecerem os resultados??

      Excluir