sexta-feira, 10 de junho de 2011

Seu Madruga

http://2.bp.blogspot.com/-yMw6lWq7C9Y/TdgG4858ndI/AAAAAAAABXY/6vQNwLIjpwQ/s400/Captura_de_tela_inteira_24042010_021255.bmp.jpg
http://fondosdibujosanimados.com.es/images/wallpapers/ramon-valdez-409746.jpeg
http://4.bp.blogspot.com/-cTn5uwx9pUU/TZIpG4j4EDI/AAAAAAAAAd4/yT3dmBxSbno/s1600/seumadrugaviloe.jpg

Biografia

Ramón Valdés nasceu na Cidade do México no ano de 1923.
Filho de Rafael Gómez Valdez Agellini e Guadalupe Castillo, irmão de Germán (Tin Tán, famoso humorista e ator mexicano), Rafael, Pedro, Guadalupe, Angela, Manuel, Cristóbal, Antonio e Armando.
Teve três esposas e cerca de dez filhos; uma de suas esposas foi Aracely Julián, famosa cantora mexicana.
Originário da Cidade do México, foi levado por seu pai à Ciudad Juárez aos dois anos de idade.

Carreira

Atuou em vários filmes no seu país desde a década de 1940, porém atingiu sua maior popularidade com a figura hilária do "Don Ramón", "Seu Madruga" no Brasil, do seriado de televisão Chaves (El Chavo del Ocho). Roberto Gómez Bolaños, o Chespirito, sempre teve grande admiração por Ramón Valdés e dizia que era o único que o fazia "chorar de rir" durante as gravações dos programas, que duraram aproximadamente uma década. Seu personagem na Vila do Chaves, apesar do humor simples, trazia a situação da América Latina de desemprego generalizado e dependência de sub-empregos. Seja como pedreiro, vendedor ambulante de objetos usados ou leiteiro, ele sobrevivia enquanto o proprietário da vila, "Seu Barriga" (Edgar Vivar), não o expulsava da casa por não pagar o aluguel. No início da carreira, atuou em pequenos filmes junto com seus irmãos, também atores, e também com papéis nos filmes de Cantinflas, famoso comediante mexicano dos anos 60.
Seu real sucesso aconteceria no seriado Chaves de 1971, que deixou em 1979, quando teve problemas de saúde. Voltou ao seriado em 1981, participando de alguns quadros do programa Chespirito. Em 1982, Ramon Valdez foi trabalhar na série "Frederico" fazendo o papel de "Don Moncho". Em 1983 fez dois filmes: "Los Gatilleros del Diablo" e "El mas Valiente del Mundo" e em 1984 "Luiz Miguel Aprendiz de Pirata". Em 1988, fez "Ah! Que Kiko".

Curiosidades




  • Sabe-se que Ramón Valdés tinha uma memória privilegiada. Fora do estúdio vestia-se quase igual como no seriado, pois afirmava que com os Jeans podia sentar onde quisesse sem temer sujar a roupa. (segundo declarações de seu filho Rafael Valdés).
  • Também tinha rituais curiosos, como fumar um cigarro antes de ir dormir.
  • Segundo o próprio Chespirito, Ramón Valdez foi a única pessoa até hoje que conseguiu fazê-lo chorar de rir durante uma atuação cômica.
  • Apesar de, no seriado Chaves, Seu Madruga fugir da Bruxa do 71 (Angelines Fernandez), na vida real os dois eram muito amigos. Tanto que, quando Ramón morreu em 1988, a atriz passou a noite ao lado do corpo chorando e dizendo "Mi Rorro" (Meu bebê). Ramon Valdez também manteve grande amizade na vida pessoal com os atores Édgar Vivar (Senhor Barriga), Rubén Aguirre (Professor Girafales) e Villagrán (Quico), inclusive indo para a Venezuela nos final dos anos 70 com este último.
  • Certa vez, quando Ramón já estava no hospital em razão do câncer, Villagrán foi visitá-lo e lhe disse: "Nos vemos lá em cima, no céu.". Ramón se contrariou, e mantendo seu bom humor disse: "Não se faça de louco! Nos vemos lá embaixo, no inferno!".
  • Afirma-se que Ramón Valdés nunca pôde desassociar-se do papel de Seu Madruga. Tanto as pessoas como os produtores não podiam vê-lo em outro papel. O ator confessou para a revista Actores&Actrices&Rumores que, depois de deixar o seriado Chaves, recebeu apenas quatro ofertas para atuar, todas de Chespirito para voltar a fazer o papel de Seu Madruga. De qualquer forma, sua carreira não terminou com a sua saída da turma do Chaves; ele atuou em diversas peças de teatro, duas no colégio de sua filha mais velha e uma no colégio de sua filha mais nova. Em todas, fez o papel de Seu Madruga. Ramón voltou à televisão em 1981, quando Chaves havia se tornado um quadro do Programa Chespirito novamente.
  • Foi dublado no Brasil pelo veterano Carlos Seidl.
  • No dia 23 de Abril de 2010, o ator Edgar Vivar (Barriga) visitou o Brasil. Na ocasião, os humoristas do programa Pânico na TV homenagearam o ator lhe entregando um cheque gigante no valor dos 14 meses de aluguel devidos a ele pelo Seu Madruga na série. Consternado com tamanha homenagem dos fãs e dos humoristas, o ator foi as lágrimas com a emoção e devoção dos fãs do Brasil.

Morte

Faleceu de câncer de pulmão, ocasionado pelo fumo excessivo, que depois espalhou-se para o estômago e para a coluna vertebral.
Ainda hoje, seu personagem Seu Madruga (Don Ramón, na versão original) é cultuada, havendo diversas páginas, blogs e comunidades no site de relacionamentos Orkut em sua homenagem.

Legado

Ramón Valdés tornou-se um dos atores comediantes mais respeitados do mundo. Participou de mais de 100 filmes e seriados de TV em sua carreira.

Filmografia

  • " El Secuestro de los cien millones" (1979)
  • " El Chanfle" (1978)
  • " Chanoc en la isla de los muertos" (1975)
  • " Las Tarántulas" (1973)
  • " Entre pobretones y ricachones" (1972)
  • " Hijazo de mi vidaza /Son of My Life" (1972)
  • " El Capitán Mantarraya (1970)
  • " Chanoc contra el tigre y el vampiro" (1970)
  • " El Profe" (1970) - com Cantinflas, exibido no Brasil pela TVE
  • "¡ Ahí madre!" (1970)
  • " Chanoc en las garras de las fieras" (1970)
  • " El Aviso inoportuno" (1968)
  • " El Cuerpazo del delito" (1968)
  • " Duelo en El Dorado" (1968)
  • " Corona de lágrimas" (1968)
  • " El Falso heredero" (1966)
  • " Gregorio y su ángel" (1966)
  • " El Ángel y yo" (1966)
  • " Cargamento prohibido" (1966)
  • " Crisol" (1965)
  • " Tirando a gol" (1965)
  • " Tintansón Crusoe" (1965)
  • " Diablos en el cielo" (1964)
  • " Los Fantasmas burlone" (1964)
  • " El Padre Diablo" (1964)
  • " El Pecador" (1964)
  • " El Tragabalas" (1964)
  • " Héroe a la fuerza"/"El Párpado caído" (1964)
  • " Agente XU 777"(1963), com Cantinflas, exibido no Brasil pela TVE
  • " El Tesoro del rey Salomón" (1963)
  • "¡ En peligro de muerte!" (1962)
  • " Cazadores de asesinos" (1962)
  • " Fuerte, audaz y valiente" (1961)
  • " Los Valientes no mueren" (1961)
  • " Juventud rebelde" (1961)
  • " Escuela de valientes" (1961)
  • " El Tigre" (1961)
  • " Viva Chihuahua" (1961)
  • " El Centauro del norte" (1960)
  • " El Duende y yo" (1960)
  • " El Malvado Carabel" (1960)
  • " El Fantasma de la opereta" (1960)
  • " Variedades de medianoche" (1960)
  • " El Pandillero" (1959)
  • " Tin Tan y las modelos" (1959)
  • " El Cofre del pirata" (1958)
  • " Tres lecciones de amor" (1958)
  • " Vivir del cuento" (1958)
  • " Refifi entre las mujeres" (1958)
  • " Las Mil y una noches" (1957)
  • " La Odalisca No. 13" (1957)
  • " Los Tres mosqueteros y medio" (1957)
  • " Las Aventuras de Pito Pérez" (1957)
  • " Escuela para suegras" (1956)
  • " El Vividor" (1956)
  • " Pura vida" (1956)
  • " Bodas de oro" (1955)
  • " Una Movida chueca" (1955)
  • " La Vida no vale nada" (1955)
  • " El Sultán descalzo" (1954)
  • " Mulata" (1953)
  • " El Mariachi desconocido" (1953)
  • " Dios los cría" (1953)
  • " Me traes de un ala" (1952)
  • " Las Locuras de Tin Tan" (1952)
  • "¡¡¡ Mátenme porque me muero!!!" (1951)
  • "¡ Ay amor, cómo me has puesto!" (1951)
  • " El Revoltoso" (1951)
  • " Simbad el Mareado" (1950)
  • " La Marca del zorrillo" (1950)
  • " El Rey del barrio" (1950)
  • " Novia a la medida" (1949)
  • " Calabacitas tiernas" (1948

Nenhum comentário:

Postar um comentário